Doença Renal

A Patologia Renal interfere com a minha saúde oral?

Sim, tal como outras doenças afetam, a patologia renal influência a sua saúde oral. A manifestação clássica é a palidez da mucosa oral, o que reflete a condição anêmica de muitos deles. A mucosa fica vermelha ou ulcerada, coberta com uma pseudomembrana, que desaparece quando os níveis de uréia retornam ao normal. A acumulação de ácido úrico na saliva pode provocar mau hálito, além de alterações do paladar, gengivite, xerostomia e parotidites, bem como Infeções por cândida que podem indicar problemas sistêmicos avançados.

Várias alterações dentárias podem estar presentes nos pacientes, sendo as mais comuns: hipoplasia de esmalte, estreitamento da câmara pulpar, lesões radiculares interdentárias e erosões dentárias. A acumulação de cálculo ocorre mais rapidamente, bem como a gengivite, com tendência à hemorragia, e outras manifestações orais incluem mobilidade dentária e má oclusão. Os dentes podem sentir dor à mastigação. Poderá ocorrer dor óssea generalizada, fraturas dentárias espontâneas com um lento processo de recuperação assim como miopatias, necrose asséptica e calcificação extra-óssea.

Devido à redução da produção renal de vitamina D, ocorre uma menor absorção de cálcio pelo organismo ou, então, pela diminuição dos níveis de fosfato que gera redução do nível sérico de cálcio, resultando em hiperparatireoidismo secundário, que resulta no enfraquecimento do osso.

No caso de o paciente ter sido transplantado, todos estes fatores são agravados, na medida em que são ingeridos imunossupressores, os quais resultam num mau controlo das infeções. Nestes casos, terá de haver um controlo mais apertado dos fatores inflatórios presentes na cavidade oral.

Contacte-nos!

Envie-nos um email e iremos entrar em contacto o mais rápido possível.

Not readable? Change text.

Start typing and press Enter to search